Usa Flag / English Version Bandeira do Brasil / Versão em Português
CURRENT MOON
Lua atual
Os 52 anos da missão APOLLO 11 - A conquista da Lua.
(créditos: Vaz Tolentino.)

Informações sobre a Foto

Os 52 anos da missão APOLLO 11 - A conquista da Lua.

(créditos: Vaz Tolentino.)

Missão APOLLO 11:

O plano da missão da Apollo 11 (16 a 24 de julho de 1969) era desembarcar dois homens na superfície lunar (para que explorassem, fotografassem, executassem experimentos, instalassem equipamentos e coletassem amostras) e regressar com a tripulação em segurança para a Terra.

O Saturno V foi veículo lançador utilizado para levar a espaçonave Apollo 11 ao espaço. O lançamento do foguete ocorreu no complexo de lançamento 39A (LAT: 28o 36' 30.23" N, LON: 80o 36' 15.64" W) do Centro Espacial Kennedy, na Florida/EUA, no dia 16 de julho de 1969, às 13:32:00 UT.

A espaçonave Apollo 11 carregava uma tripulação de três astronautas: Neil Armstrong que era o comandante da missão, Michael Collins, o piloto do “Columbia” ou Módulo de Comando e Serviço (CSM)  e  Edwin E. “Buzz” Aldrin Jr, piloto do “Eagle” ou Modulo Lunar (LM).

Enquanto o Módulo de Comando e Serviço, pilotado pelo astronauta Collins orbitava a Lua numa altitude de 110 Km, o primeiro pouso de uma nave tripulada na Lua aconteceu no dia 20 de julho de 1969, às 20:17:40 UT, quando o Modulo Lunar “Eagle” (águia) alunissou no Mare TRANQUILLITATIS, nas coordenadas LAT: 00° 40′ 26.69″ N, LON: 23° 28′ 22.69″ E.  A "águia" pousou operada manualmente por Armstrong (devido à pane no computador de bordo) e com apenas 20 segundos de combustível restantes.

Durante as 2 horas e 21 minutos seguintes, Armstrong e Aldrin examinaram o Módulo Lunar, montaram e colocaram em funcionamento a câmara de TV, hastearam e prestaram continência à bandeira americana, instalaram instrumentos científicos (detector de partículas de ventos solares, radar refletor a laser e tele sismógrafo). Os dois astronautas também recolheram 21,5 Kg de amostras, incluindo 50 pedaços de rochas, certa quantidade de granulagem fina e dois tubos rígidos que continham material coletado a alguns centímetros abaixo da superfície.

A câmera instalada no Módulo Lunar proporcionava uma cobertura ao vivo para a televisão mundial. Toda a atividade extra-veicular da missão Apollo 11, que durou 2h36m40s, foi acompanhado pela audiência de mais de 600 milhões de pessoas em vários países do mundo.

A capsula da Apollo 11 amerissou no dia 24 de julho de 1969, às 16:50:35 UT, na região norte do Oceano Pacífico, cerca de 812 milhas náuticas a sudoeste do Havaí (coordenadas: LAT: 13° 19′ 00″ N, LON: 169° 09′ 00″ W) e a apenas 12 milhas náuticas da localização do porta-aviões USS Hornet. O tempo total da missão foi de 195h18m35s.

FotoUma visão ampla da região que foi alvo da alunissagem da missão Apollo 11, mostrando algumas crateras de interesse. O pouso suave da primeira missão tripulada na superfície lunar, aconteceu no Mare TRANQUILLITATIS, nas coordenadas selenográficas LAT: 00° 40′ 26.69″ N, LON: 23° 28′ 22.69″ E, em 20 de julho de 1969, às 20:17:40 UT. Na direção oeste do local do pouso, encontram-se as crateras SABINE e RITTER, que formam um interessante par, com aproximadamente a mesma idade e tamanho. Ambas têm cerca de 3,8 milhões de anos. SABINE possui 31 Km de diâmetro e 1,5 Km de profundidade, enquanto RITTER tem 32 Km de diâmetro e 1,3 Km de profundidade. Ambas possuem piso áspero, mas sem pico central. A noroeste do local de alunissagem encontra-se a cratera ARAGO, com 27 Km de diâmetro e 1,8 Km de profundidade. Na direção sudeste do pouso localiza-se a jovem e pequena cratera MOLTKE, com 6,5 Km de diâmetro e 1,3 Km de profundidade. Foto executada com apenas 1 frame em ‎22‎ de ‎fevereiro‎ de ‎2011, ‏‎02:28:50, por VTOL.

Tributo aos astronautas da missão APOLLO 11:

Em 1970, a IAU (International Astronomical Union) renomeou três minúsculas crateras no Mare Tranquillitatis, a leste de SABINE e perto da área do pouso do Módulo Lunar Eagle, com os nomes dos três astronautas da Missão Apollo 11: Armstrong, Aldrin e Collins. Essas crateras tem os seguintes diâmetros (respectivamente): 4,6 Km, 3 Km e 2,4 Km. Originalmente, as três pequenas crateras chamavam-se Sabine E, B e D respectivamente. Com isso, eles se tornaram as únicas pessoas vivas (na época, pois atualmente, somente Aldrin vive) com nomes em crateras localizadas na face visível da Lua. Infelizmente, em 25 de agosto de 2012, ocorreu o falecimento do comandante da Apollo 11, Neil Alden Armstrong, com 82 anos de idade, por causa de problemas cardíacos pós-operatórios.

Foto executada com apenas 1 frame em ‎22‎ de ‎fevereiro‎ de ‎2011, ‏‎02:28:50.

Bo!

Boletim Observe! do mês de agosto ...
Boletim Observe! do mês de agosto de 2021.
Nobres colegas. O Boletim Observe! do mês de agosto de 2021 está disponível no endereço eletrônico mencionado a seguir: http://www.geocities.ws/costeira1/neoa/observe.pdf Leia a edição atual ... Leia mais

Nobres colegas. O Boletim Observe! do mês de agosto de 2021 está ... Leia mais
27/07/2021
Jean_nicolini2

30 anos sem o Astrônomo Jean ...
30 anos sem o Astrônomo Jean Nicolini.
30 ANOS SEM JEAN NICOLINI Por Nelson Travnik* Laureado pela Sociedade Astronômica da França, SAF, com o prêmio “George Bidault d’ Isle”; perpetuado no Observatório Municipal de Campinas com seu nome, na ... Leia mais

30 ANOS SEM JEAN NICOLINI Por Nelson Travnik* Laureado pela Sociedade Astronômica da ... Leia mais
27/07/2021
Ice

Em Campinas há 24 anos, o gelo que ...
Em Campinas há 24 anos, o gelo que veio do espaço - por Nelson Travnik.
C I Ê N C I A Nelson Travnik EM CAMPINAS HÁ 24 ANOS, O GELO QUE VEIO DO ESPAÇO Na manhã do dia 11 de julho de 1997, Campinas foi palco de um fato insólito, único talvez no mundo. Nesse dia, entre 6h45 e ... Leia mais

C I Ê N C I A Nelson Travnik EM CAMPINAS HÁ 24 ANOS, O GELO QUE VEIO DO ... Leia mais
12/07/2021
Bo!

Boletim Observe! do mês de julho ...
Boletim Observe! do mês de julho de 2021
Nobres colegas. O Boletim Observe! do mês de julho de 2021 está disponível no endereço eletrônico mencionado a seguir: http://www.geocities.ws/costeira1/neoa/observe.pdf Leia a edição atual do ... Leia mais

Nobres colegas. O Boletim Observe! do mês de julho de 2021 está disponível no ... Leia mais
12/07/2021