Usa Flag / English Version Bandeira do Brasil / Versão em Português
CURRENT MOON
Lua atual

O programa APOLLO

AS ETAPAS FINAIS PARA A CONQUISTA DA LUA - O PROGRAMA AMERICANO APOLLO:

Os voos das novas naves Apollo substituíram o programa tripulado Gemini em 1967. A partir daí, foram executados vários testes, com e sem tripulação, utilizando as naves Apollo e os potentes foguetes da série Saturno, nas versões I (Apollo 2 e 3),I-B (Apollo 1, 5 e 7) e (Apollo 4, 6, e 8 até 17), para que fossem garantidos todas as possibilidades de sucesso, o que realmente veio a acontecer com a conquista da Lua pela missão Apollo 11, em 20 de julho de 1969.

Paralelamente a execução das missões robóticas, o cientista Wernher von Braun construiu e desenvolveu as versões I e I-B do foguete Saturno, até chegar em sua versão final, o poderoso Saturno V. O veículo lançador Saturno V executou o seu primeiro voo em 09 de novembro de 1967 e era movido a combustível líquido (querosene especial RP-1 e oxigênio líquido LOX, dependendo do estágio).

A versão Saturno V tinha 111 metros de altura, 10,1 metros de diâmetro e 2.800 toneladas na decolagem. Era um foguete descartável dotado de três estágios que se desprendiam um após o outro durante o voo. Essa série de foguetes foram utilizados pela NASA nas missões do programa lunar Apollo e da estação espacial SkyLab, de 1967 até 1973. Os veículos lançadores da série Saturno foram desenvolvidos nas instalações do Marshall Space Flight Center da NASA, sob a direção do renomado cientista Wernher Von Braun.  

FotoO foguete Saturno I-B projetado por Wernher von Braun. Essa era a versão anterior ao poderoso foguete Saturno V, que levaria os astronautas americanos para a Lua. Foto executada por VTOL no KSC (Kennedy Space Center), Flórida/EUA, em 28 de julho de 2012. As naves Apollo foram construídas com a supervisão da NASA com três componentes: o módulo de comando (onde viajava a tripulação de 3 astronautas), o módulo de serviço (equipado com o motor que propulsava a nave na órbita da Lua) e o módulo lunar (compartimento que pousava de forma suave na superfície da Lua).

As missões APOLLO 1, 2, 3, 4, 5 e 6:

Na missão APOLLO 1, que estava planejada para ser lançada em 21 de fevereiro de 1967, um dramático incêndio na cabine do módulo de comando durante um teste na rampa de lançamento, em 27 de janeiro de 1967, causou a morte prematura de seus 3 astronautas: Virgil "Gus" Grissom (comandante), Edward H. White II (piloto do módulo de comando) e Roger B. Chaffee (piloto do módulo lunar) (LIGHT, 1999).

Os astronautas Grissom e White voaram anteriormente nas missões Gemini 3 e Gemini 4 respectivamente.  White tornou-se o primeiro astronauta americano a “caminhar” no espaço, numa atividade extra-veicular, durante a missão Gemini 4. Chaffee também participou do projeto Gemini 4 no papel de CAPCOM (CAPsule COMmunicator), tarefa que é reservada a um astronauta backup da missão, como responsável pela comunicação direta com a cápsula, a partir do centro de controle da missão. As memórias desses três astronautas foram perpetuadas na Lua, quando três crateras do lado oculto foram nominadas pela IAU com seus nomes (cratera GRISSOM, com diâmetro de 58 Km - LAT: 47º N, LON: 147,4º W ; cratera WHITE W, com diâmetro de 24 Km - LAT: 42,1º S, LON: 162,7º W e cratera CHAFFEE, com diâmetro - 49 Km e LAT: 38,8º S, LON: 153,9º W).

Esse acidente colocou em risco o futuro do programa Apollo. Porém, o programa continuou evoluindo, principalmente no quesito segurança e, de forma discreta, executou cinco missões não tripuladas, designados como APOLLO 2, 3, 4, 5 6, quando foram testados muitos equipamentos, rotinas e procedimentos.

Missão APOLLO 7:
 
A missão APOLLO 7 (11 a 22 de outubro de 1968) foi a primeira missão tripulada do programa Apollo e utilizou como veículo de lançamento o gigantesco foguete Saturno, na sua versão I-B. As outras 10 missões tripuladas da série Apollo também foram lançadas pelo poderoso foguete Saturno, porém na sua versão “V”. Os astronautas da Apollo 7 eram Wally Schirra, Walt Cunningham e Donn Eisele. Foi o primeiro experimento de enviar para a órbita terrestre uma capsula tripulada com três astronautas. Executaram também, a primeira transmissão de TV ao vivo a partir de uma nave espacial americana. A missão foi bem sucedida e durou 264 horas no total.
 
Missão APOLLO 8:
 
A missão APOLLO 8 (21 a 27 de dezembro de 1968), foi o primeiro voo tripulado do foguete Saturno V. A cápsula com a tripulação composta pelos astronautas William Anders, Frank Borman e James Lovell, executou 10 órbitas em torno da Lua em 20 horas. Foi a primeira vez que um ser humano viu diretamente a face oculta da Lua, que foi fotografada pela primeira vez em 1959, pela sonda soviética Luna 3. Também foi a primeira vez que um ser humano viu o “nascimento” da Terra por sobre o horizonte da Lua. A missão Apollo 8 totalizou 147 horas.
 
Missão APOLLO 9:
 
A missão APOLLO 9 (03 a 13 de março de 1969) foi um voo experimental na órbita da Terra. Nessa oportunidade, testaram a separação e o acoplamento entre o módulo lunar e o módulo de comando. Na operação, os astronautas utilizaram o equipamento chamado de sistema de suporte à vida portátil, que seria utilizado futuramente na superfície lunar. A tripulação era composta por J. R. Mcdivitt, R. L. Schweickart, D. R. Scott. A duração da missão foi de 240 horas.
 
Missão APOLLO 10:

Na missão APOLLO 10 (18 a 26 de maio de 1969), os astronautas eram Thomas Stafford, John Young e Eugene Cernan. O piloto John Young permaneceu na órbita da Lua a bordo do módulo de comando e serviço, enquanto Stafford e Cernan executaram um ensaio geral visando a primeira alunissagem, chegando com o módulo lunar até cerca de 15 Km da superfície da Lua, sem contudo alunissar. O módulo lunar retornou depois para o módulo de comando e serviço para se acoplar e retornar para a Terra. O tempo total da missão foi 192h, 3m e 23s.

 
Composição fotográfica feita por VTOL apresentando os locais de alunissagem das missões APOLLO - fotos com apenas 1 frame.
Full Moon:
05/06/2012, 00:35:46 (03:35:46 UT);
Apollo landing sites:
Apollo 11 land site: 02/22/2011, 02:28:50 (05:28:50 UT);
Apollo 12 land site: 05/31/2012, 21:16:02 (00:16:02 UT);
Apollo 14 land site: 05/30/2012, 21:19:02 (00:19:02 UT);
Apollo 15 land site: 06/28/2012, 21:05:20 (00:05:20 UT);
Apollo 16 land site: 04/11/2012, 02:38:36 (05:38:36 UT);
Apollo 17 land site: 04/10/2012, 04:08:06 (07:08:06 UT);
 
 

Missão APOLLO 11:

O plano da missão da Apollo 11 (16 a 24 de julho de 1969) era desembarcar dois homens na superfície lunar (para que explorassem, fotografassem, executassem experimentos, instalassem equipamentos e coletassem amostras) e regressar com a tripulação em segurança para a Terra.

O Saturno V foi veículo lançador utilizado para levar a espaçonave Apollo 11 ao espaço. O lançamento do foguete ocorreu no complexo de lançamento 39A (LAT: 28o 36' 30.23" N, LON: 80o 36' 15.64" W) do Centro Espacial Kennedy, na Florida/EUA, no dia 16 de julho de 1969, às 13:32:00 UT.

A espaçonave Apollo 11 carregava uma tripulação de três astronautas: Neil Armstrong que era o comandante da missão, Michael Collins, o piloto do “Columbia” ou Módulo de Comando e Serviço (CSM)  e  Edwin E. “Buzz” Aldrin Jr, piloto do “Eagle” ou Modulo Lunar (LM).

Enquanto o Módulo de Comando e Serviço, pilotado pelo astronauta Collins orbitava a Lua numa altitude de 110 Km, o primeiro pouso de uma nave tripulada na Lua aconteceu no dia 20 de julho de 1969, às 20:17:40 UT, quando o Modulo Lunar “Eagle” (águia) alunissou no Mare TRANQUILLITATIS, nas coordenadas LAT: 00° 40′ 26.69″ N, LON: 23° 28′ 22.69″ E.  A "águia" pousou operada manualmente por Armstrong (devido à pane no computador de bordo) e com apenas 20 segundos de combustível restantes.

Durante as 2 horas e 21 minutos seguintes, Armstrong e Aldrin examinaram o Módulo Lunar, montaram e colocaram em funcionamento a câmara de TV, hastearam e prestaram continência à bandeira americana, instalaram instrumentos científicos (detector de partículas de ventos solares, radar refletor a laser e tele sismógrafo). Os dois astronautas também recolheram 21,5 Kg de amostras, incluindo 50 pedaços de rochas, certa quantidade de granulagem fina e dois tubos rígidos que continham material coletado a alguns centímetros abaixo da superfície.

A câmera instalada no Módulo Lunar proporcionava uma cobertura ao vivo para a televisão mundial. Toda a atividade extra-veicular da missão Apollo 11, que durou 2h36m40s, foi acompanhado pela audiência de mais de 600 milhões de pessoas em vários países do mundo.

A capsula da Apollo 11 amerissou no dia 24 de julho de 1969, às 16:50:35 UT, na região norte do Oceano Pacífico, cerca de 812 milhas náuticas a sudoeste do Havaí (coordenadas: LAT: 13° 19′ 00″ N, LON: 169° 09′ 00″ W) e a apenas 12 milhas náuticas da localização do porta-aviões USS Hornet. O tempo total da missão foi de 195h18m35s.

FotoUma visão ampla da região que foi alvo da alunissagem da missão Apollo 11, mostrando algumas crateras de interesse. O pouso suave da primeira missão tripulada na superfície lunar, aconteceu no Mare TRANQUILLITATIS, nas coordenadas selenográficas LAT: 00° 40′ 26.69″ N, LON: 23° 28′ 22.69″ E, em 20 de julho de 1969, às 20:17:40 UT. Na direção oeste do local do pouso, encontram-se as crateras SABINE e RITTER, que formam um interessante par, com aproximadamente a mesma idade e tamanho. Ambas têm cerca de 3,8 milhões de anos. SABINE possui 31 Km de diâmetro e 1,5 Km de profundidade, enquanto RITTER tem 32 Km de diâmetro e 1,3 Km de profundidade. Ambas possuem piso áspero, mas sem pico central. A noroeste do local de alunissagem encontra-se a cratera ARAGO, com 27 Km de diâmetro e 1,8 Km de profundidade. Na direção sudeste do pouso localiza-se a jovem e pequena cratera MOLTKE, com 6,5 Km de diâmetro e 1,3 Km de profundidade.Foto executada em ‎22‎ de ‎fevereiro‎ de ‎2011, ‏‎02:28:50, por VTOL.

Tributo aos astronautas da missão APOLLO 11:

Em 1970, a IAU (International Astronomical Union) renomeou três minúsculas crateras no Mare Tranquillitatis, a leste de SABINE e perto da área do pouso do Módulo Lunar Eagle, com os nomes dos três astronautas da Missão Apollo 11: Armstrong, Aldrin e Collins. Essas crateras tem os seguintes diâmetros (respectivamente): 4,6 Km, 3 Km e 2,4 Km. Originalmente, as três pequenas crateras chamavam-se Sabine E, B e D respectivamente. Com isso, eles se tornaram as únicas pessoas vivas com nomes em crateras localizadas na face visível da Lua. Infelizmente, em 25 de agosto de 2012, ocorreu o falecimento do comandante da Apollo 11, Neil Alden Armstrong, com 82 anos de idade, por causa de problemas cardíacos pós-operatórios.

 

Missão APOLLO 12:

A missão Apollo 12 (14 a 24 de novembro de 1969) executou o segundo pouso tripulado na superfície lunar, em 19 de novembro de 1969, às 06:54:35 UT, numa região do Oceanus PROCELLARUM, ao norte do Mare COGNITUM (LAT: 03° 11' 51" S, LON: 23° 23' 08" W). Sua tripulação era composta pelos astronautas Alan Bean, Charles Conrad e Richard Gordon.

O piloto do Módulo de Comando/Serviço (“Yankee Clipper”), Gordon permaneceu em órbita enquanto Bean e Conrad pousaram na superfície, a bordo do Módulo Lunar (“Intrepid”), a menos de 200 metros da antiga sonda lunar americana não tripulada Surveyor 3. Esse local foi escolhido para o pouso da missão Apollo 12 pois, além dos astronautas poderem explorar a superfície, coletar amostras, instalar equipamentos, fazer experimentos e tirar fotos, poderiam também resgatar equipamentos e partes da Surveyor 3 (que havia pousado na Lua em 20 de abril de 1967), para que os cientistas na Terra pudessem estudar os efeitos da exposição prolongada ao ambiente agressivo lunar.

Os astronautas coletaram 34,35 Kg de amostras, incluindo rochas, regolito e material recolhido na profundidade de 70 cm. 

Bean e Conrad instalaram na superfície lunar um sismógrafo que registrou o impacto programado do estágio superior do Módulo Lunar com a Lua e transmitiu as informações para a Terra. Os astronautas permaneceram da superfície lunar por 31h31m11s, das quais 7h45m18s foram atividades extra-veicular.

A capsula da missão Apollo 12 retornou para a Terra e amerissou no sul do Oceano Pacífico, às 20:58:24 UT do dia 24 de novembro de 1969, nas coordenadas LAT: 15° 47′ 00″ S, LON: 165° 09′ 00″ W, onde os astronautas foram resgatados pelo porta-aviões USS Hornet. O tempo total da missão foi de 284h30m.

FotoLocal de alunissagem da missão Apollo 12 (LAT: 03°11' 51" S, LON: 23° 23' 08" W), bem próximo do local de pouso da sonda robótica americana Surveyor 3. Foto executada por VTOL em ‎16‎ de ‎abril‎ de ‎2016, ‏‎19:46:12.

 

Missão APOLLO 13:

A missão Apollo 13 foi lançada a partir do Kennedy Space Center em 11 de abril de 1970, às 19:13:00 UT. A tripulação era composta por Fred Haise, James Lovell e John Swigert. A caminho para a Lua, cerca de 320.000 Km da Terra, houve uma explosão no Módulo de Comando/Serviço (“Odyssey”) que causou danos nos tanques de oxigênio e impediu o cumprimento da missão. O acidente colocou em risco as vidas dos tripulantes, que tiveram de se abrigar no Módulo Lunar (“Aquarius”) usando-o como salva vidas.

Os astronautas descobriram que o problema era realmente sério. Duas de suas três células de combustível, que eram a fonte principal de energia elétrica da nave espacial, foram perdidos. Um tanque de oxigênio parecia estar completamente vazio, e o oxigênio no segundo tanque estava esgotando rapidamente.

Os esforços da NASA foram focados em trazer os astronautas James Lovell, Fred Haise e John Swigert para casa em segurança. A missão foi considerada um “fracasso chamado de sucesso”. Os tripulantes não conseguiram pousar na Lua, mas voltaram para casa sãos e salvos. No dia 17 de abril de 1970, às 18:07:41 UT, amerissaram ao sul do Oceano Pacífico, nas coordenadas LAT: 21° 38′ 24″ S, LON: 165° 21′ 42″ W e foram resgatados pelo navio USS Iwo Jima.

 

Missão APOLLO 14:

Os astronautas da missão Apollo 14 (realizada de 31 de janeiro a 09 de fevereiro de 1971) eram Edgar Mitchell, Stuart Roosa e Alan Shepard. O piloto Roosa permaneceu em órbita a bordo do Módulo de Comando e Serviço (“Antares”) e os astronautas Shepard e Mitchell pousaram na superfície da Lua a bordo do Módulo Lunar (“Kitty Hawk”), na região da cratera FRA MAURO (região de terras altas), no ponto que seria para o desembarque original da missão Apollo 13.

O módulo lunar pousou às 09:18:11 UT do dia 05 de fevereiro de 1971, nas coordenadas selenográficas  LAT: 03° 40' 24" S, LON: 17° 27' 55" W, a cerca de 180 Km do local de alunissagem da missão Apollo 12. Lá os astronautas permaneceram durante 33h31m, das quais 9h22m executaram atividades extra-veicular.

A missão Apollo 14 foi o terceiro pouso tripulado na Lua e o primeiro em “terras altas”. Os astronautas coletaram 43,5 kg de amostras da superfície, incluindo material retirado numa profundidade de 80 cm. Durante o retorno, eles realizam numerosas experiências na ausência de gravidade. A duração total da missão foi de 216h42m.

O comandante da Apollo 14, Alan Shepard, foi o primeiro astronauta americano a ir ao espaço, no dia 5 de maio de 1961, num voo sub-orbital, a bordo da nave Mercury, numa altitude de 187,5 Km.A missão Apollo 14 foi o terceiro pouso tripulado na Lua e o primeiro em “terras altas”. Os astronautas coletaram 43,5 kg de amostras da superfície, incluindo material retirado numa profundidade de 80 cm. Durante o retorno, eles realizam numerosas experiências na ausência de gravidade. A duração total da missão foi de 216h42m.

Os astronautas retornaram à Terra em 09 de fevereiro de 1971, às 21:05:00 UT, numa região ao sul do Oceano Pacífico, nas coordenadas LAT: 27° 01′ 00″ S, LON: 172° 39′ 00″ W, onde foram resgatados pelo navio USS New Orleans.

FotoLocal de alunissagem do módulo lunar da missão Apollo 14, próximo à velha cratera FRA MAURO (LAT: 03° 40' 24" S, LON: 17° 27' 55" W). Foto executada por VTOL em 16‎ de ‎abril‎ de ‎2016, ‏‎19:46:16.

 

Missão APOLLO 15:

James Irwin, David Scott e Alfred Worden compunham a tripulação da espaçonave  Apollo 15 (26 de julho a 07 de agosto de 1971).

Worden permaneceu em órbita da Lua a bordo do Módulo de Comando/Serviço (“Endeavor”). Irwin e Scott pousaram na superfície lunar às 22:16:29 UT do dia 30 julho de 1971, a bordo do Módulo Lunar (“Falcon”), na base dos Montes APENNINUS, na região do canal sinuoso conhecido como Rima HADLEY (coordenadas selenográficas: LAT: 26° 06' 03"N e LON: 03° 39' 10" E). A determinação do ponto de pouso nas proximidades do canal HADLEY proporcionou aos astronautas a possibilidade de examinar bem de perto essa interessante formação de origem vulcânica da superfície lunar.

A missão Apollo 15 foi a primeira com tempo prolongado de estadia lunar e a utilizar mochilas de sobrevivência de longa duração. Também foi a primeira missão a levar para a superfície lunar um veículo explorador (conhecido como jipe lunar), de motor elétrico e tração nas 4 rodas, que ajudou aos astronautas a vasculhar até 28 Km de distância do Módulo Lunar. A velocidade média era de 10 a 12 Km/h.

Os 2 astronautas permaneceram durante 66h54m53s na superfície lunar, executando 18h34m de atividades extra-veicular. Nesse tempo, visitaram regiões distantes do Módulo Lunar utilizando o jipe explorador para executarem extensa investigação geológica, instalaram equipamentos (um gerador de energia, espectrômetro, um sismógrafo, refletores laser e um detector de poeira), executaram vários experimentos científicos e coletaram 77 Kg de amostras lunares, inclusive algumas retiradas de uma profundidade de 2m.

Os astronautas retornaram para a Terra e amerissaram ao norte do Oceano Pacífico, em 07 de agosto de 1971, às 20:45:53 UT, nas coordenadas LAT: 26° 07′ 00″ N, LON: 158° 08′ 00″ W. Foram resgatados e levados a bordo do navio americano USS Okinawa. A missão Apollo 15 totalizou 295h11m53s.

FotoLocal de alunissagem da missão Apollo 15, próximo ao canal sinuoso Rima HADLEY, na margem leste do Mare IMBRIUM e na base da cordilheira dos Montes APENNINUS, a cerca de 60 Km da cratera SANTOS-DUMONT, que está na direção nordeste. Foto executada em ‎20‎ de ‎junho‎ de ‎2010, ‏‎19:31:54, por VTOL.

 

Missão APOLLO 16:

A missão Apollo 16 (16 a 27 de abril de 1972) tinha como astronautas Charles Duke, Thomas Mattingly e John Young.

Mattingly permaneceu em órbita com o Módulo de Comando/Serviço (“Caspar”) enquanto Duke e Young alunissaram com o Modulo Lunar (“Orion”) na região das “terras altas” da cratera DESCARTES. O pouso aconteceu no dia 21 de abril de 1972, às 02:23:35 UT, nas coordenadas selenográficas LAT: 08° 58′ 22.84″ S, LON: 15° 30′ 00.68″ E. Nessa missão também utilizaram um jipe lunar para ajudar nas explorações.

Os 2 astronautas permaneceram 71h02m13s na superfície lunar, dentre as quais 20h14m14s foram executando atividades extra-veicular, quando instalaram um telescópio ultravioleta, executaram experiências científicas biológicas e explodiram 30 cargas para que a propagação das ondas fossem registradas e analisadas por um sismógrafo que eles também instalaram. Os astronautas coletaram 95,71 Kg de amostras.

A pedido de controle da missão, Young coletou a maior pedra lunar que o programa Apollo trouxe para a Terra. A pedra de 11,7 kg, que foi classificada como brecha constituída principalmente de “anortosito”, que estava ligado a fragmentos de rocha derretida, recebeu o apelidado de "Big Muley", em homenagem a Bill Muehlberger, que foi o líder da equipe de treinamento da geologia de campo da Apollo 16.

A capsula ou Módulo de Comando da Apollo 16 retornou a Terra e amerissou ao sul do Oceano Pacífico, no dia 27 de abril de 1972, às 19:45:05 UT, nas coordenadas LAT: 00° 43′ 00″ S, LON: 156° 13′ 00″ W. Os astronautas foram resgatados pelo porta-aviões USS Ticonderoga. O tempo total da missão foi de 265h51m05s.

FotoLocal de alunissagem da missão Apollo 16. Essa foi a única missão Apollo a alunissar em uma região de terras altas não diretamente adjacente a um mar de lava. Foto executada em 11‎ de ‎abril‎ de ‎2012, ‏‎02:38:36, por VTOL.

 

Missão APOLLO 17:

A missão Apollo 17 (07 a 19 de dezembro de 1972) foi a sétima e última do programa Apollo. Com exceção da Apollo13, que foi vítima de uma explosão que impediu seu pouso na Lua, todas as outras 6 missões foram cumpridas com êxito. A tripulação da Apollo 17 foi composta por Eugene Cernam, Ronald Evans e Harrison Schmitt.

O piloto Evans permaneceu a bordo do Módulo de Comando/Serviço (“America”) na órbita lunar, enquanto Cernan e Schmitt alunissaram com o Módulo Lunar (“Challenger”), próximo à margem sudeste do Mare SERENITATIS, no vale lunar TAURUS-LITTROW, próximo à cratera LITTROW e ao Mons ARGAEUS. O pouso aconteceu no dia 11 de dezembro de 1972, às 19:54:57 UT, nas coordenadas selenográficas LAT: 20° 11′ 26.88″ N e LON: 30° 46′ 18.05″ E.

Na superfície lunar os 2 astronautas realizam experimentos gravimétricos, sismológicos, térmicos e medições elétricas. Mesmo enquanto em órbita, a Apollo 17 executou medições utilizando um radar sonda, um altímetro a laser, um radiômetro e um espectrômetro.

Todas as missões Apollo anteriores foram tripuladas por pilotos profissionais, que formaram-se astronautas e tiveram algum treinamento em geologia. O diferencial dessa missão estava no fato de ter na tripulação, um geólogo profissional, o astronauta Harrison Schmitt, que foi treinado como astronauta e piloto do Módulo Lunar. Por isso os materiais foram coletados com propriedade, graças à presença qualificada de Schimitt.

A missão levou um jipe explorador que lhes permitiu cobrir 30 km na superfície e coletar 110,52 kg de amostras (incluindo um material de cor laranja, encontrado num depósito geológico diferenciado), durante 22 horas de exploração, num total de 75 horas que permaneceram na superfície lunar. Após o término das atividades na superfície, o comandante da missão Eugene Cernan foi o ultimo homem a pisar na Lua.

A capsula (Módulo de Comando) da Apollo 17 amerissou no dia 19 de dezembro de 1972, às 19:24:59 UT, ao sul do Oceano Pacífico, nas coordenadas LAT: 17° 52′ 48″ S, LON: 166° 06′ 36″ W, onde o navio USS Ticonderoga resgatou os astronautas. O tempo total da missão foi 301h51m59s.

Com o término da missão Apollo 17 chegou-se ao fim de uma era áurea e romântica das aventuras espaciais tripuladas na superfície lunar, pelo menos até o dia de hoje! Vamos aguardar.

FotoO local de alunissagem da última missão tripulada na Lua (coordenadas selenográficas LAT: 20° 11′ 26.88″ N, LON: 30° 46′ 18.05″ E). Foto executada por VTOL em 10‎ de ‎abril‎ de ‎2012, ‏‎04:08:06.

 

OS LOCAIS DAS ALUNISSAGENS DAS MISSÕES APOLLO:

Composição Fotográfica apresentando os locais de alunissagem das missões APOLLO, com as imagens capturadas (1 frame cada) nas seguintes datas:

APOLLO 11: ‎22‎ de ‎fevereiro‎ de ‎2011, ‏‎02:28:50;

APOLLO 12: ‎30‎ de ‎maio‎ de ‎2012, ‏‎21:19:02;

APOLLO 14: 16‎ de ‎abril‎ de ‎2016, ‏‎19:46:16;

APOLLO 15:  ‎20‎ de ‎junho‎ de ‎2010, ‏‎19:31:54;

APOLLO 16: 1‎ de ‎abril‎ de ‎2012, ‏‎02:38:36;

APOLLO 17: 10‎ de ‎abril‎ de ‎2012, ‏‎04:08:06.

Tv1

MEMÓRIA - Refrator alemão C. A. ...
MEMÓRIA - Refrator alemão C. A. Steinheil de 175 mm.
MEMÓRIA A CURIOSA TRAJETÓRIA DE UMA LUNETA POR TRÊS OBSERVATÓRIOS PAULISTAS Por Nelson Travnik* Década de 1920. Dois anos somente após a assinatura do armistício com o Tratado de Versailles, ... Leia mais

MEMÓRIA A CURIOSA TRAJETÓRIA DE UMA LUNETA POR TRÊS OBSERVATÓRIOS ... Leia mais
08/12/2017
Almanaque_2018

"Almanaque Astronômico - 2018".
"Almanaque Astronômico - 2018".
Caros(as) amigos(as)! Como ocorre todos os anos nesta data em que comemoramos o Dia da Astronomia no Brasil, informo que já está disponível para download o "Almanaque Astronômico - 2018". O endereço ... Leia mais

Caros(as) amigos(as)! Como ocorre todos os anos nesta data em que comemoramos o Dia da ... Leia mais
03/12/2017
Boletim_observe

O Boletim Observe! do mês de ...
O Boletim Observe! do mês de dezembro de 2017.
Nobres colegas, O Boletim Observe! do mês de dezembro de 2017 está disponível no endereço eletrônico mencionado a seguir: http://www.geocities.ws/costeira1/neoa/observe.pdf Leia a ... Leia mais

Nobres colegas, O Boletim Observe! do mês de dezembro de 2017 está ... Leia mais
02/12/2017
So

Sky and Observers - Novembro / ...
Sky and Observers - Novembro / 2017.
Caros(as) amigos(as), Neste mês estão publicados no Blog "Sky and Observers" os seguintes assuntos: - O asteroide (59) Elpis em 2017! https://goo.gl/HvJD3e - O asteroide (20) Massalia em 2017! ... Leia mais

Caros(as) amigos(as), Neste mês estão publicados no Blog "Sky and ... Leia mais
06/11/2017