Usa Flag / English Version Bandeira do Brasil / Versão em Português
CURRENT MOON
Lua atual

Sobre Constelações


As Constelações definem regiões do céu;
São formadas visualmente por grupos de estrelas;
Em 1888, a União Astronômica Internacional (IAU) dividiu o céu em 88 constelações oficiais, com fronteiras precisas;
Desta forma, cada área no céu pertence necessariamente a uma (e apenas uma) constelação;
Elas foram batizadas, em sua maioria, de acordo com a tradição proveniente da Grécia antiga e, seus nomes oficiais, são sempre em latim;
 imagem: printable2011.com
 
Brilho e cores das Estrelas:
Brilho e calor das estrelas: causados por explosões – fusão nuclear – transformação de hidrogênio em hélio;
As cores definem a formação, vida e morte de uma estrela:
Início:               azul;
Meia-vida:       amarela ou alaranjada;
Finalmente:    gigante vermelha;
As 88 constelações:
Austrais: Circinus, Centaurus, Phoenix, Pavo, Norma, Columba, Microscopium, Corona Australis, Lupus, Crux, Dorado, Musca, Indus, Horologium, Fornax, Pictor, Carina, PiscisAustrinus, Antlia, Volans, Vela, Ara, Tucana, TriangulumAustrale, Caelum, Grus, Puppis, Pyxis, Reticulum, Sculptore Telescopium.
BoreaisLeo Menor, Lacerta, Ursa Maior, Perseus, Lynx, Lyra, Hércules, Triangulum, Corona Borealis, Cassiopea, Andromeda, Auriga, Canis Venaticie Cygnus.
ZodiacaisPisces, Aries, Virgo, Aquarius, Taurus, Scorpius, Sagittarius, Capricornus, Leo, Cancer, Geminie Libra.
Circunpolares Norte: Draco, Cepheus, Cameloparduse Ursa Menor.
Circunpolare sSulOctans, Chamaeleon, Mensa, Apus e Hydrus.
EquatoriaisVulpecula, Bootes, Canis Menor, Canis Maior, Sextans, Serpens, Scutum, Aquila, Sagitta, Monoceros, Eridanus, Delphinus, Crater, Equuleus, Corvus, Coma Berenices, Hydra, Ophiuchus, Orion, Pegasus, Cetuse Lepus.
 
Os gregos nomearam 48 (mais tradicionais) e os navegadores somaram mais 12 (mais ao Sul), completando 60 constelações. As 28 restantes foram preenchidas pelos cientistas a fim de completar o mapa celeste.
 

Constelações e mapas do céu: Iniciação em Astronomia Observacional

Por João Marcos

O primeiro passo na observação noturna é a identificação das regiões do céu e seus respectivos nomes.

Das 88 constelações ao todo somente a constelação da Ursa Menor não é visível, por exemplo, na latitude 20 graus sul, em Belo Horizonte.

A estrela mais brilhante de uma constelação recebe o nome de alfa seguido do genitivo em latim, por exemplo Alfa Orionis, a mais brilhante da constelação de ORION e algumas recebem, também, um nome árabe.

Não se faz necessário conhecer todas as constelações para que sejam observados alguns objetos como aglomerados e galáxias. Sabendo algumas das principais constelações já podemos localizar muitos alvos para o estudo do céu.

 

As principais constelações do primeiro semestre são:

CÃO MAIOR / Canis Major / Canis Majoris / Sirius ou Alfa Canis Majoris;

ORION / Orion / Orionis / Rigel ou Alfa Orionis;

TOURO / Taurus / Tauri / Aldebaran ou Alfa Tauri;

CARINA / Carina / Carinae / Canopus ou Alfa Carinae;

VELA / Vela / Velorum / Regor ou Alfa Velorum;

LEÃO / Leo / Leonis / Regulus ou Alfa Leonis;

CENTAURO / Centaurus / Centuri / Toliman ou Alfa Centauri;

CRUZEIRO DO SUL / Crux / Crucis / Acrux ou Alfa Crucis;

 

E no segundo semestre:

VIRGEM / Virgo / Virginis / Spica ou Alfa Virginis;

ESCORPIÃO / Scorpius / Scorpii / Antares ou Alfa Scorpii;

SAGITÁRIO / Sagitarius / Sagittarii / Kaus Australis ou Alfa Sagittarii;

ÁGUIA / Aquila / Aquilae / Altair ou Alfa Aquilae;

CISNE / Cygnus / Cygni / Deneb ou Alfa Cygni;

LIRA / Lyra / Lyrae / Vega ou Alfa Lyrae;

BALEIA / Cetus / Ceti / Menkar ou Alfa Ceti;

PÉGASO / Pegasus / Pegasi / Markab ou Alfa Pegasi;

 

São apenas 16 as principais constelações visíveis em diferentes épocas do ano. Todas essas constelações são visíveis a olho nu porém, em céu urbano, com poluição luminosa, pode ser necessário a utilização de um binóculo para ver algumas das estrelas mais fracas de algumas constelações.

Tendo sido identificados esses 16 alvos principais o próximo passo é a localização desses alvos usando uma carta celeste ou seja, um mapa representando o céu. Existem mapas impressos em forma de Atlas Celestes, livros e também em softwares como o Hallo Northern Sky, Stellarium e Cartas do Céu.

O programa Hallo Northern Sky pode ser encontrado, gratuitamente, no seguinte endereço eletrônico:

http://www.hnsky.org/software.htm

Na instalação desse programa, por exemplo, pode-se mudar o idioma para português em Settings/Language e deve-se configurar o local com a longitude e latitude que no caso de Belo Horizonte é aproximadamente 44 graus oeste e 20 graus sul.

Entrando com uma data de 21/09/2011, as 21hs, obtem-se a seguinte tela:

Aparecem as constelações com seus respectivos limites e nomes em latim. A linha amarela mostra a linha do horizonte com a referência para algum ponto cardeal, no caso aqui, o Sul, Sudeste e Sudoeste.

Para configurar o que se vê na tela clicar em JANELA:

Para configurar a visualização dos objetos, clicar em OBJETOS:

Para avançar ou retroceder minutos, horas ou dias, clique nos atalhos F3 à F8. Pode-se ver o céu no momento atual ou simular outras épocas prevendo o movimento dos planetas e da Lua.

Comparando e identificando as constelações no Hallo: o céu sem legendas

A constelação de Orion:

Escorpião e Sagitário:

 

Centauro, Carina e Vela:

Eclipse_lunar

Projeto de Observação do Eclipse ...
Projeto de Observação do Eclipse Lunar Total de 27 de Julho de 2018 no Lunissolar
Projeto de Observação do Eclipse Lunar Total de 27 de Julho de 2018 no Lunissolar Caros amigos, Acabamos de disponibilizar, em nosso portal de eclipses Lunissolar, uma versão temporária em inglês do projeto de ... Leia mais

Projeto de Observação do Eclipse Lunar Total de 27 de Julho de 2018 no Lunissolar ... Leia mais
09/10/2017
Sao

Blog "Sky and Observers" - outubro ...
Blog "Sky and Observers" - outubro 2017.
Caros(as) amigos(as), Neste mês estão publicados no Blog "Sky and Observers" os seguintes assuntos: - O asteroide (48) Doris em 2017! https://goo.gl/EM8s7M - O asteroide (42) Isis em 2017! https://goo.gl/iPTYu5 ... Leia mais

Caros(as) amigos(as), Neste mês estão publicados no Blog "Sky and ... Leia mais
01/10/2017
Boletim_observe

Boletim Observe! do mês de outubro ...
Boletim Observe! do mês de outubro de 2017.
O Boletim Observe! do mês de outubro de 2017 está disponível no endereço eletrônico abaixo: http://www.geocities.ws/costeira1/neoa/observe.pdf Leia a edição atual do Boletim Observe! Atenciosamente ... Leia mais

O Boletim Observe! do mês de outubro de 2017 está disponível no endereço ... Leia mais
01/10/2017
Telesc%c3%b3pio_icon3

Nelson Travnik: o astrônomo ...
Nelson Travnik: o astrônomo pioneiro!
Numa época em que tudo era difícil, veja abaixo o que o grande pioneiro da astronomia brasileira, Nelson Travnik, desenvolveu no Observatório Astronômico Flammarion, em Minas Gerais, nas décadas de 1950, 1960 e ... Leia mais

Numa época em que tudo era difícil, veja abaixo o que o grande pioneiro da astronomia ... Leia mais
01/10/2017