Usa Flag / English Version Bandeira do Brasil / Versão em Português
CURRENT MOON
Lua atual

Sobre Júpiter

                                                                       

Júpiter é o maior planeta do Sistema Solar, com um diâmetro equatorial de 142.984 Km, sendo aproximadamente 11 vezes maior do que a Terra e tem mais que o dobro da massa de todos os outros planetas do Sistema Solar somados. É o quinto planeta em sua órbita a partir do Sol.

É um alvo clássico para observação dos astrônomos amadores, pois é brilhante e proeminente, sendo o quarto objeto mais brilhante do céu, apenas perdendo para o Sol, a Lua e Vênus.

Júpiter é um planeta gigante gasoso assim como os outros três grandes planetas gasosos, que são Saturno, Urano e Netuno. Estes três planetas percorrem suas órbitas mais externas ao redor do Sol, além da órbita de Júpiter.

A composição gasosa de Júpiter tem aproximadamente 75% de hidrogênio, 25% de hélio, além da presença de vestígios de outros gases, como metano, amônia e vapor de água. Hidrogênio e hélio são os mesmos gases que compõem o Sol.

Foto: JÚPITER em 10‎ de ‎novembro‎ de ‎2011, ‏‎00:44:40.

O interior do planeta:

Júpiter tem uma estrutura em camadas, mas sem limites rígidos entre elas. De dentro para fora, acredita-se que exista um núcleo rochoso no meio do planeta, em torno de 10 a 15 vezes a massa da Terra. Por cima deste núcleo, existe hidrogênio metálico líquido, originado da transformação do hidrogênio gasoso que foi “esmagado” pelas grandes pressões intensas. A partir dessa camada, à medida que se aproxima da superfície visível, o hidrogênio e hélio líquidos gradualmente dão lugar ao hidrogênio e hélio gasosos. Na atmosfera de sua superfície existem camadas de nuvens compostas por metano, cristais de gelo de amoníaco e, provavelmente, gelo e vapor de água.

A face de sua atmosfera, ou seja, a superfície visível de Júpiter é marcada por redemoinhos de gases, com duas nuvens multicoloridas que se dispõem como faixas de gás quente ao redor do planeta, próximas do equador, uma no hemisfério norte e outra no hemisfério sul. Em julho de 2010, a faixa do hemisfério sul desapareceu da superfície de Júpiter. Esse fenômeno de desaparecimento de faixas já aconteceu algumas vezes em épocas passadas, mas depois as faixas voltaram a aparecer.

Existe também, na atmosfera de Júpiter, a presença de furacões e tempestades violentas, causadas pela rotação do planeta e do calor que vem de seu interior.

Apesar de sua superfície ser gélida, seu núcleo apresenta uma temperatura de 30.000o C.

O sinal mais proeminente na superfície de Júpiter é conhecido como GRS (Great Red Spot) - “grande mancha vermelha”. Essa gigantesca mancha oval é uma enorme tempestade que muda sempre de tamanho, forma e cor, chegando a ser 3 vezes maior que a Terra.

Existe um anel ao redor de Júpiter que não é visível da Terra. Ele é formado por poeira e pedregulhos arrancados das luas de Júpiter por colisões de meteoros.

Júpiter possui o maior sistema de luas do sistema solar, com 67 conhecidas até o momento. O sistema de satélites inclui quatro grandes luas, conhecidas como “luas galileanas” (observadas pela primeira vez por Galileu Galilei, em janeiro de 1610, através de seu telescópio) e inúmeros corpos menores, de forma irregular, circundando Júpiter a várias distâncias. As quatro luas galileanas possuem forma esférica e receberam os nomes de Io, Europa, Ganimedes e Calisto.

Júpiter é o nome do principal deus da mitologia romana, também chamado de Jove. O planeta é conhecido pela humanidade desde a antiguidade e desempenhou papéis nas mitologias e lendas de muitos povos.

 Sobre as luas galileanas:

 Io:

                                                                             

- diâmetro de 3.642Km;

- é terceiro maior satélite galileano e o mais interior dos satélites galileanos e muito diferente dos outros 3 satélites que são corpos de rocha e gelo;

- é o corpo mais vulcânico do sistema solar, sendo sua superfície constantemente renovada por erupções de material fundido por centenas de vulcões e fissuras, criando um aspecto na lava de coloração amarelada por ação do enxofre.

- é um pouco maior que a nossa Lua e orbita júpiter aproximadamente a cada 42,5 horas, à uma distância de 422.000Km de Júpiter.

 Ganimedes:

                                                                    

- maior satélite do sistema solar, com 5.262Km de diâmetro é maior que Mercúrio e Plutão;

- gira a uma distância de 1.070.000Km do planeta;

- Possui um interior rochoso e um manto superior de gelo, com áreas escuras mais antigas e claras mais recentes, criando um contraste;

Calisto:

                                                                       

- diâmetro de 4.820Km;

- é o segundo satélite galileano em tamanho e o possui a órbita mais exterior, girando a 1.883.000Km de Júpiter.

- é uma esfera de gelo e rocha com superfície plana marcada por crateras de impacto;

- é o componente do sistema solar com mais crateras;

 Europa:

                                                                       

- diâmetro de 3.122Km.

- é o menor dos satélites galileanos, sendo um pouco menor que a Lua da Terra;

- orbita Júpiter numa distância de 670.900Km;

- possui uma fina crosta de gelo de água que talvez cubra uma camada líquida;

- as planícies polares são claras, constituídas por gelo liso;

  

Dados de Júpiter:

 Diâmetro no equador:                      

142.984Km;

Área da superfície:                           

61,4 bilhões de Km2;

Inclinação do eixo:                            

3,13o;

Massa:                                                          

318 (Terra= 1);

Volume:                                            

1.321 (Terra= 1);

Densidade média:                             

1,33g/cm3;

Gravidade:                                        

2,36 (Terra= 1);

Distância média do Sol:                    

778,4 milhões de Km;

Maior distância do Sol:                     

816,1 milhões de Km;

Menor distância do Sol:                    

740,7 milhões de Km;

Velocidade média orbital:                

13,0Km/s;

Maior velocidade orbital:                 

13,7Km/s;

Menor velocidade orbital:                

12,4Km/s;      

Período orbital (ano em Júpiter):     

11,86 anos terrestres;

Período de rotação (dia em Júpiter):           

9,93 horas terrestres (rotação mais rápida de todos os planetas);

Temperatura média:                        

-110o C;

Maior temperatura:                         

-163o C;

Menor temperatura:                        

-170o C;

Número de satélites:                        

63;

Cometa

Há 20 anos...O gelo que veio do ...
Há 20 anos...O gelo que veio do espaço - por Nelson Travnik.
Há 20 anos, O GELO QUE VEIO DO ESPAÇO Por Nelson Travnik* nelson-travnik@hotmail.com Enormes pedras de gelo caem em Campinas e Itapira, SP, provocando estragos e sustos. Pelas suas proporções, o evento ainda é ... Leia mais

Há 20 anos, O GELO QUE VEIO DO ESPAÇO Por Nelson Travnik* ... Leia mais
12/07/2017
Oasi

O município do sertão de ...
O município do sertão de Pernambuco agora também está no espaço!
O município de Itacuruba, que fica no sertão de Pernambuco, agora também está no espaço. A cidade com menos de 5 mil habitantes deu seu nome para o asteroide 10468 EH9, descoberto em 1981. O asteroide “10468 ... Leia mais

O município de Itacuruba, que fica no sertão de Pernambuco, agora também ... Leia mais
02/06/2017
So

Blog "Sky and Observers" junho/2017
Blog "Sky and Observers" junho/2017
Neste mês (junho / 2017), no Blog "Sky and Observers" do nosso amigo Antônio Rosa Campos / CEAMIG, foram publicados os seguintes assuntos: - A ocultação de sigma Leo pela Lua em 02 de junho 2017! - A ... Leia mais

Neste mês (junho / 2017), no Blog "Sky and Observers" do nosso amigo Antônio ... Leia mais
01/06/2017
Bo1

Boletim Observe! do mês de junho ...
Boletim Observe! do mês de junho de 2017.
O Boletim Observe! do mês de junho de 2017 está disponível no endereço eletrônico abaixo: http://www.geocities.ws/costeira1/neoa/observe.pdf Leia a edição atual do Boletim Observe! Margarete ... Leia mais

O Boletim Observe! do mês de junho de 2017 está disponível no endereço ... Leia mais
27/05/2017