Usa Flag / English Version Bandeira do Brasil / Versão em Português
CURRENT MOON
Lua atual
A pequena e notável cratera LINNÉ.
(créditos: Vaz Tolentino e NASA.)

Informações sobre a Foto

A pequena e notável cratera LINNÉ.

(créditos: Vaz Tolentino e NASA.)

Cratera LINNÉ:

Diâmetro: 2,2 Km;

Profundidade: 0,6 Km;

Coordenadas Selenográficas: LAT: 27° 42′ 00″ N,  LON: 11° 48′ 00″ E.

Período Geológico Lunar: Copernicano (de -1,1 bilhão de anos atrás até os dias atuais).

Melhor período para observação: 6 dias após a Lua nova ou 5 dias após a Lua cheia.

Quem foi Linné? Carl Von Linné: (1707 – 1778) foi um botânico, médico e zoólogo sueco, que criou a nomenclatura binomial e a classificação científica, considerado o pai da taxonomia moderna.

FotoLua cheia apresentando a abrangência da foto principal - VTOL.

LINNÉ é uma minúscula e jovem cratera de impacto de morfologia simples, com formato bem circular em forma de "tigela", de localização isolada nas lavas escuras no lado oeste do Mare SERENITATIS, com 600 m de profundidade e circulada por uma cobertura de material relativamente fresco e bastante claro (alto albedo), ejetado no impacto de sua criação.

LINNÉ é uma cratera muito jovem (período Copernicano), de tamanho reduzido (tem apenas quase o dobro do diâmetro da cratera Barringer no Arizona / EUA), que testa o limite da resolução visual dos pequenos telescópios.

LINNÉ é pequena em tamanho, mas grande em mistério. Desde a segunda metade do séc. XIX, precisamente em 1866, existiam relatos observacionais de alterações visuais na cratera LINNÉ.  Em 1866, o experiente observador lunar e cartógrafo alemão Johann Friedrich Julius Schmidt (1825 - 1884) alegou que a cratera Linné tinha mudado sua aparência, com base em desenhos feitos anteriormente por outro renomado astronomo alemão, Johann Hieronymus Schröter (1745 - 1816), bem como observações pessoais e desenhos feitos por ele mesmo entre 1841 e 1843. Dessa forma, ficou registrado uma antiga ocorrência de TLP (Transient Lunar Phenomena). Talvez, relatos assim, possam ser exemplos clássicos de erros de observação ou problemas com o equipamento utilizado, que podem ocorrer quando os detalhes das formações estão próximos do limite da resolução do telescópio utilizado.

A cratera LINNÉ foi formada em um depósito espesso de lava basáltica do MARE SERENITATIS. Normalmente, as jovens crateras que, como LINNÉ, foram criadas em mares de lava basáltica, possuem grandes quantidades de pedras e pedregulhos espalhadas por seus flancos exteriores, que somente podem ser visualizados por imagens de altíssima resolução, feitas a poucos quilômetros de altitude, por sondas espaciais.

FotosA jovem e pequena (diâmetro: 2,2 Km) cratera LINNÉ fotografada pelos tripulantes da missão APOLLO 15 (acima) e fotografada pela sonda espacial robótica LRO da NASA (abaixo).

Imagem: O perfil altimétrico W – E da pequena cratera LINNÉ - LRO QuickMap.

Família LINNÉ:

Existe na região de lavas negras do Mare SERENITATIS, uma linha com direcionamento noroeste-sudeste composta de jovens e minúsculas crateras de impacto simples, conhecidas como a Família LINNÉ. São elas: Linné G, H, F, B e A. Nessa cadeia de pequenas crateras, Linné F e B são um pouco maiores, com cerca de 5 Km de diâmetro cada uma. LINNÉ propriamente dita encontra-se a sudoeste da ponta sul da linha.

FotoA minúscula cratera LINNÉ e sua família, compostas pelas crateras Linné G, H, F, B, A e D, todas pequenas e alinhadas (exceto Linné D). A proeminente cratera de piso fraturado na direita da foto é POSIDONIUS, com 101 Km de diâmetro. Foto executada com apenas 1 frame por VTOL em 10‎ de ‎abril‎ de ‎2012, ‏‎05:04:32.

Foto (Norte para a direita) executada com apenas 1 frame em ‎22‎ de ‎fevereiro‎ de ‎2011, ‏‎02:06:54.

Foto executada com apenas 1 frame em 11‎ de ‎abril‎ de ‎2012, ‏‎03:18:14 (06:18:14 UT).

Foto executada com apenas 1 frame em 0‎5‎ de ‎maio‎ de ‎2018, ‏‎01:57:20 (04:57:20 UT).

Foto executada com apenas 1 frame em ‎14‎ de ‎abril‎ de ‎2016, ‏‎18:59:04 (21:59:04 UT).

Apollo_11_landing_s%e2%81%abite

Reveja a bela imagem do local de ...
Reveja a bela imagem do local de alunissagem da missão APOLLO 11, feita pela sonda lunar americana LRO.
A Câmera da sonda lunar robótica americana Lunar Reconnaissance Orbiter (LRO) tirou seu melhor visual do local de pouso da APOLLO 11 na Lua. A imagem, que foi lançada em 7 de março de 2012, mostra até mesmo os ... Leia mais

A Câmera da sonda lunar robótica americana Lunar Reconnaissance Orbiter (LRO) tirou ... Leia mais
16/02/2019
Opportunity

Opportunity está inoperante após ...
Opportunity está inoperante após 15 anos de atuação recorde em Marte.
Opportunity, o veículo explorador robótico ("rover") da NASA, que pousou em Marte em 25 de janeiro de 2014, está inoperante após 15 anos de atuação recorde no planeta vermelho. Uma das grandes ... Leia mais

Opportunity, o veículo explorador robótico ("rover") da NASA, que pousou em ... Leia mais
13/02/2019
So2

O asteroide (48) Doris em 2019 - ...
O asteroide (48) Doris em 2019 - Blog Sky & Observers!
Caros(as) amigos(as)! O asteroide (48) Doris em 2019! O asteroide (48) Doris em 2019! Um grande e fraterno abraço, Antônio Campos arcampos_0911@yahoo.com.br Visite: http://sky-observers.blogspot.com.br/ ... Leia mais

Caros(as) amigos(as)! O asteroide (48) Doris em 2019! O asteroide (48) Doris em ... Leia mais
03/02/2019