Usa Flag / English Version Bandeira do Brasil / Versão em Português
CURRENT MOON
Lua atual
Há 54 anos: A sonda Surveyor 1 e a cratera Flamsteed P
(créditos: Vaz Tolentino.)

Informações sobre a Foto

Há 54 anos: A sonda Surveyor 1 e a cratera Flamsteed P

(créditos: Vaz Tolentino.)

A cratera fantasma Flamsteed P :

Diâmetro: 112 Km;

Coordenadas Selenográficas: LAT: 03.2º S; LON: 44.1º W;

Período Geológico Lunar: Provavelmente Pré-Ímbrico (de 4,55 bilhões até 3,85 bilhões de anos atrás).

Melhor período para observação: 4 dias após o quarto-crescente ou 3 dias após o quarto-minguante.

Nome em homenagem ao astrônomo inglês John Flamsteed (1646 - 1719), que foi o primeiro diretor do Observatório de Greenwich em 1676 e catalogou mais de 3000 estrelas.

Cratera Flamsteed P:

ImagemA grande cratera fantasma Flamsteed P e as isoladas e destacadas crateras FLAMSTEED, Flamsteed D e Flamsteed K - Sonda Lunar LRO / NASA.

Cratera Flamsteed P:

A cratera Flamsteed P é uma antiga formação circular soterrada por lava basaltica do Oceanus Procellarum (cratera fantasma ou cratera fóssil). Quase não existem encostas, apresentando um pouco mais em seu lado leste. Seu aro é como se fosse uma cadeia circular de montanhas baixas.

Flamsteed P possui piso interno plano e liso, pois foi invadido por lavas do Oceannus Procellarum, e hospeda a cratera FLAMSTEED (diâmetro 22 Km, profundidade 2,2 Km, da qual herdou seu nome) internamente ao seu aro, junto à borda sul. Também hospeda em seu interior as crateras Flamsteed D (diâmetro 6 Km) e Flamsteed K (diâmetro 4 Km).

FLAMSTEED é mais jovem que Flamsteed P, provávelmente do período eratostheneano (de 3,2 bilhões a 1,1 bilhão de anos atrás) e apresenta-se como uma pequena e isolada cratera de morfologia complexa, com aro um pouco irregular, com poucos terraços e uma baixa montanha central de dois picos.

______________________________________________________________________________________________________________

A sonda lunar robótica americana Surveyor 1:

SURVEYOR 1:

Em 2 de junho de 1966, a sonda lunar Surveyor 1 da NASA chegou à superfície lunar, para se tornar a primeira espaçonave americana a alunissar suavemente em nosso satélite natural.

A sonda Surveyor 1 obteve mais de 11.000 fotos da Lua. Além disso, a sonda provou que a técnica de aterrissagem suave e os projetos de naves espaciais desenvolvidos pela NASA estavam sólidos e corretos.

Inicialmente, os cientistas da NASA pensaram que o pouso suave de uma sonda lunar ocorreria depois de muitas tentativas e ficaram entusiasmados com o sucesso logo na primeira vez. Para a NASA isso foi uma agradável surpresa já que, apenas quatro meses antes, a União Soviética tinha feito um pouso suave bem sucedido, através de sua sonda Luna 9, após várias tentativas fracassadas.

A missão da sonda lunar Surveyor 1 ajudou a preparar a pavimentação do caminho para o primeiro pouso lunar tripulado, executado pela missão Apollo 11 da NASA, que aconteceria três anos depois, em 1969.

No interior da cratera fantasma Flamsteed P ocorreu o pouso suave da sonda lunar americana Surveyor 1, aproximadamente 50 Km a nordeste da cratera FLAMSTEED (LAT: 02° 28′ 26.4″ S, LON: 043° 20′ 20.4″ W). A sonda Surveyor 1 foi lançada a partir do Cabo Canaveral, a bordo do foguete Atlas-Centaur, em 30 de maio de 1966 e alunissou com sucesso no dia 02 de junho de 1966 (06:17:37 UT).

A espaçonave tinha 4,2m de largura, 3m de altura total, painéis solares e três “pernas” ou trens de pouso, portava 330 Kg de equipamentos e 1 câmara colorida. A missão ficou operante por várias semanas, tendo executado e transmitido para a Terra, por uma antena de alto ganho, cerca de 11.237 fotos (durante a fase de alunissagem e da área circundante ao local do pouso).

O pouso suave da sonda Surveyor 1 aconteceu quando os três motores de descida foram cortados à apenas 5 metros da superfície lunar, reconfirmando assim, a existência de piso sólido na Lua (uma dúvida daquela época, visando a segurança das futuras missões tripuladas), que pela primeira vez tinha sido confirmado 4 meses antes, pela sonda lunar soviética Luna 9.

ImagemConcepção artística da sonda Surveyor 1 em sua descida para alunissar suavemente na superfície lunar, em 1966 (NASA).

ImagemClose Up da Cratera FLAMSTEED - Sonda Lunar LRO / NASA.

ImagemPerfil altimétrico da cratera FLAMSTEED - LRO QuickMap.

FotoLocal de alunissagem suave da sonda lunar SURVEYOR 1 da NASA em 02 de junho de 1966 - foto por VTOL.

ImagemModelo da sonda lunar SURVEYOR 1 da NASA, confeccionado em impressora 3D pela empresa shapeways (http://www.shapeways.com/).

Foto executada com apenas 1 frame em 09‎ de ‎junho‎ de ‎2014, ‏‎21:57:32 (00:57:32 UT).

Foto executada com apenas 1 frame em ‎04‎ de ‎março‎ de ‎2012, ‏‎21:03:22 (00:03:22 UT).

Foto executada com apenas 1 frame em ‎09‎ de ‎junho‎ de ‎2014, ‏‎21:57:32 (00:57:32 UT).

Foto executada com apenas 1 frame em ‎27‎ de ‎abril‎ de ‎2018, ‏‎22:30:56 (01:30:56 UT).

Foto executada com apenas 1 frame em ‎27‎ de ‎abril‎ de ‎2018, ‏‎22:30:52 (01:30:52 UT).

Foto executada com apenas 1 frame em ‎18‎ de ‎janeiro‎ de ‎2019, ‏‎23:14:32 (01:14:32 UT).

Foto executada com apenas 1 frame em  ‎28‎ de ‎abril‎ de ‎2018, ‏‎22:21:06 (01:21:06 UT).

Foto executada com apenas 1 frame em 0‎5‎ de ‎maio‎ de ‎2020, ‏‎21:24:28 (00:24:28 UT).

Travnik3

CIÊNCIA Alô! Tem alguém na ...
CIÊNCIA Alô! Tem alguém na linha? por Nelson Travnik.
CIÊNCIA Alô! Tem alguém na linha? - por Nelson Travnik* Existem questões tão fascinantes quanto a da vida extraterrestre? É o tema que desde o célebre “Guerra dos Mundos”, mais abastece os ... Leia mais

CIÊNCIA Alô! Tem alguém na linha? - por Nelson Travnik* Existem ... Leia mais
27/06/2020
Bo!

Boletim Observe! - julho de 2020.
Boletim Observe! - julho de 2020.
Nobres colegas. O Boletim Observe! do mês de julho de 2020 está disponível no endereço eletrônico mencionado a seguir: http://www.geocities.ws/costeira1/neoa/observe.pdf Leia a edição atual do ... Leia mais

Nobres colegas. O Boletim Observe! do mês de julho de 2020 está disponível no ... Leia mais
26/06/2020