Usa Flag / English Version Bandeira do Brasil / Versão em Português
CURRENT MOON
Lua atual
LUNA 9 e a grande certeza para as futuras missões tripuladas
(créditos: Vaz Tolentino.)

Informações sobre a Foto

LUNA 9 e a grande certeza para as futuras missões tripuladas

(créditos: Vaz Tolentino.)
Veja a imagem da Lua cheia com todos os pontos onde ocorreram as alunissagens suaves no link abaixo:
 
 
 
Primeiro pouso suave na Lua: Sonda robótica soviética Luna 9:
 

LUNA 9 e a grande certeza para as futuras missões tripuladas.

A confirmação:

Meados da década de 1960. A guerra fria e a corrida espacial entre EUA e URRS seguiam “quentes”. A URSS deu um largo passo à frente dos EUA, pousando de forma suave, pela primeira vez na história da humanidade, uma nave espacial (sonda robótica) em outro mundo, ou seja, na Lua!

Com esse pouso seguro e suave na superfície lunar, houve a grande constatação da missão Luna 9, que garantiu tranquilidade para futuras missões de alunissagem, tripuladas ou não: a confirmação de que a superfície lunar era sólida e segura, não uma espécie de "pântano movediço" profundo, constituído de pequenos fragmentos de rochas e muita poeira fina (regolito).

A alunissagem:

Há 52 anos atrás, no dia 03 de fevereiro de 1966, a sonda lunar LUNA 9, da extinta União Soviética, fez o primeiro pouso suave da história num corpo celeste fora do nosso planeta e transmitiu informações fotográficas diretamente da superfície lunar para Terra.

O principal conjunto de instrumentos embarcado na sonda Luna 9 era um sistema de câmeras, que executou três panoramas lunares antes que suas baterias terminassem. Com seu pouso seguro e suave, juntamente com as imagens transmitidas, a missão Luna 9 mostrou que a superfície da Lua era sólida e não uma armadilha perigosa de poeira fofa.

A sonda Luna 9 alunissou em em 03 de fevereiro de 1966 às 18:55 UT, numa região localizada a oeste do Oceanus Procellarum, conhecido como Planitia Descendus, perto das crateras Cavalerius e Galilaei, nas coordenadas selenográficas LAT: 07° 04′ 48″ N, LON: 064° 22′ 12″ W.

A alunissagem “turbinou” a corrida espacial como mais uma evolução, ajudando a pavimentar o caminho para que o homem pudesse, futuramente, pisar na Lua. A missão Luna 9 foi uma enorme conquista, sendo nosso primeiro olhar direto (“in loco”) na superfície lunar.

A sonda Luna 9 foi levada para a órbita da Terra pelo foguete Molniya 8K78M de quatro estágios. Na etapa final da viagem, a sonda foi transportada para a Lua pelo quarto e último estágio do foguete, que depois se separou da valiosa carga, pouco antes da Luna 9 alunissar.

A sonda lunar:

ImagemA sonda lunar robótica soviética Luna 9, no espaço (esquerda) e na superfície lunar, com suas 4 "pétalas" (direita).

A sonda lunar robótica alunissou com seus 99 kg, utilizando um “saco de pouso” que amorteceu um impacto de 15 m/s (54 km / h). A sonda consistia de um recipiente hermeticamente fechado, com equipamentos de rádio, um dispositivo de temporização programável, sistemas de controle de calor, aparelhos científicos, fontes de alimentação e sistema câmeras.

Logo após a alunissagem nas lavas escuras do Oceanus Procellarum, as quatro "pétalas”, que cobriam a metade superior da sonda, abriram-se e estabilizaram a nave espacial na superfície lunar. Antenas controladas por molas assumiram posições de operação e o sistema de espelhos rotativos da câmera de televisão, que operava através da rotação e inclinação, iniciou um levantamento fotográfico do ambiente lunar. Três séries de imagens foram transmitidas, totalizando 8 horas e 5 minutos.

Quando montadas, as imagens forneceram uma vista panorâmica da superfície lunar nas proximidades do ponto de alunissagem. As imagens incluíam vistas das rochas próximas e o horizonte a 1,4 km de distância da nave espacial. Assim, pela primeira vez na história, a Lua foi observada ao nível de sua superfície. 

Foto executada com apenas 1 frame em 02‎ de ‎julho‎ de ‎2012, ‏‎02:43:20 (05:43:20 UT).

Foto executada com apenas 1 frame em ‎13‎ de ‎maio‎ de ‎2014, ‏‎22:58:32 (01:58:32 UT).
 
Foto executada com apenas 1 frame em 02‎ de ‎julho‎ de ‎2012, ‏‎02:43:20 (05:43:20 UT).
Aster%c3%b3ide_93_minerva

Oposição do Asteroide (93) ...
Oposição do Asteroide (93) Minerva - Blog Sky & Observers;
Caros(as) amigos(as)! Asteroide (93) Minerva em 2018! Um grande e fraterno abraço, Antônio Campos "Aquele que não comunica aos outros o que conhece perece com a murta do deserto, cujo perfume se perde para ... Leia mais

Caros(as) amigos(as)! Asteroide (93) Minerva em 2018! Um grande e fraterno abraço, ... Leia mais
24/09/2018
So

Blog "Sky and Observers" - setembro ...
Blog "Sky and Observers" - setembro / 2018
Olá pessoal, Neste mês (setembro / 2018) estão publicados no Blog "Sky and Observers" os seguintes assuntos: - Oposições (Planeta): A oposição de Netuno em 07 de setembro ... Leia mais

Olá pessoal, Neste mês (setembro / 2018) estão publicados no Blog ... Leia mais
02/09/2018
S_o

Asteroide (27) Euterpe em 2018 ...
Asteroide (27) Euterpe em 2018 (Oposição)!
Caros(as) amigos(as)! Asteroide (27) Euterpe em 2018! Um grande e fraterno abraço, Antônio Campos "Aquele que não comunica aos outros o que conhece perece com a murta do deserto, cujo perfume se ... Leia mais

Caros(as) amigos(as)! Asteroide (27) Euterpe em 2018! Um grande e fraterno ... Leia mais
31/08/2018
S-o

Asteroide (41) Daphne e Asteroide ...
Asteroide (41) Daphne e Asteroide (28) Bellona em 2018 (Oposição)!
Caros(as) amigos(as)! Asteroide (41) Daphne em 2018! Asteroide (28) Bellona em 2018! Um grande e fraterno abraço, Antônio Campos "Aquele que não comunica aos outros o que conhece perece com a murta ... Leia mais

Caros(as) amigos(as)! Asteroide (41) Daphne em 2018! Asteroide (28) Bellona em 2018! ... Leia mais
28/08/2018